Depoimento de Liss Medeiros – #estudecomoumagarota

Para começar bem a semana, o #estudecomoumagarota vai contar a história de @liss.medeiros , aprovada no último concurso da Defensoria Pública da União (DPU). Não deixa de conferir este depoimento inspirador: “Sou Liss Medeiros e estou honrada em trazer um pouco da minha história como concurseira e, quem sabe, conseguir estimulá-los na busca pelos seus objetivos.

“Sempre soube que queria fazer concurso, apesar de ter iniciado os estudos direcionados apenas após o término da faculdade. Então, se você não foi um aluno excepcional durante o curso (também não fui, apesar de ter sido boa aluna), não se condene por isso, o tempo não está contra você!

Inclusive, um ano após me formar, comecei a trabalhar, e consegui sim conciliar trabalho e estudo! Uma dica: nunca contei horas de estudo (apesar de ser um bom método para alguns). Como trabalhava e estudava, meu rendimento não era linear, alguns dias conseguia me concentrar bem e rendia bastante, outros nem tanto. Então, mantinha um horário padrão para estudar, mas focava mais na qualidade do estudo (pode parecer clichê, mas qualidade vale mais que quantidade sim!). Como bom concurseiro, tinha dúvidas quanto ao meu potencial (quem nunca?!), mas, como não pensava em seguir carreira fora do serviço público, busquei uma forma de controlar minha ansiedade e a cobrança que eu mesma exercia e isso eu consegui quando passei a focar na trajetória necessária para alcançar meu objetivo, ou seja, fazia planos de estudos e me preocupava em cumprir as metas diárias, um dia após o outro; não tenha dúvidas, você mesmo perceberá sua evolução e verá que a aprovação será uma consequência de todo esforço e dedicação.

Claro que as coisas não são simples assim, afinal temos nosso lado “humano” e a vida de concurseiro é cheia de abdicação, é solitária, é aprender a dizer não às pessoas que ama, é difícil, mas o apoio dessas pessoas fará você continuar; seja família, amigos, não esqueça deles!

Além disso, haverá dias de profundo desespero, angústia, negação, em que você questionará seus métodos, trajetória, sua vida e futuro, mas se tem uma palavra que define um concurseiro é SUPERAÇÃO! É a nossa capacidade de sofrermos num dia e no outro estarmos novamente prontos pra mais uma jornada.

Voltando à minha trajetória, no início foquei em cargos de analista de tribunal, achava que precisava garantir um mínimo para, só então, buscar algo maior. Engano de iniciante! Fui aprovada em alguns concursos, mas não cheguei a ser nomeada.
Após estas frustrações, decidi estudar para carreira jurídica. Quanto ao concurso da DPU, sempre soube que tinha vocação, mas achava que aquele edital, com uma infinidade de matérias, não seria para mim, eu não daria conta! Mas, inspirada por uma amiga aprovada na DPU, iniciei os estudos!

Preparei-me especificamente para aquela prova, direcionando meus esforços. Organizei os estudos de acordo com o edital anterior. Então, o que funcionou para mim: FOCO! Durante todo tempo de preparação para concursos foquei em um edital específico; não é opinião unânime, mas não vejo como produtivo ficar passando de edital em edital, entre carreiras totalmente distintas. O que não quer dizer que não se pode mudar de ideia: saí da área trabalhista e fui estudar pra DPU, mas com convicção! Ademais, foi fundamental me manter atualizada na legislação, ler os informativos comentados e fazer questões de provas anteriores.

Cada fase do concurso da DPU foi uma expectativa e ansiedade enormes. Procurei estudar para cada etapa especificamente; cada uma demandou muita dedicação, mas a certeza de que era aquele cargo que queria exercer foi fundamental para me manter estimulada e determinada, deu certo!

Por fim, o recado que eu gostaria de deixar é: por mais dúvidas que você tenha, por mais que a aprovação lhe pareça inalcançável, se você tem convicção do que deseja, siga em frente!”

Motivador, não é? Marca sua amiga que está na luta dos estudos 💪💪💪

Comentar via Facebook

Compartilhar